Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ministro da Defesa iemenita sobrevive a atentado

Um carro-bomba explodiu em Sana, capital do Iêmen, matando pelo menos dez pessoas nesta terça-feira. Número 2 da Al Qaeda no país foi morto na véspera

O ministro da Defesa do Iêmen, Mohamed Nasser Ahmed, escapou ileso de um atentado com carro-bomba no centro de Sanaa, capital do país, que deixou pelo menos dez mortos, entre eles sete de seus seguranças, além de 14 pessoas feridas, nesta terça-feira.

O artefato explodiu durante a passagem do último dos três veículos do comboio que transportava os seguranças do ministro. Até o momento, quatro corpos carbonizados foram retirados dos destroços do veículo.

Leia também:

Al Qaeda tem baixa de 23 militantes após ataques do Exército iemenita

O ataque aconteceu a cerca de 200 metros da entrada da sede do Conselho de Ministros, segundo a polícia. A área do ataque, no centro de Sanaa, foi isolada pelas forças de segurança e equipes de resgate foram enviadas ao local.

Duas outras explosões foram registradas na capital iemenita na mesma hora que o atentado aconteceu, mas as autoridades ainda não sabem se elas estão relacionadas.

Histórico – O atentado aconteceu um dia depois do anúncio da morte do número dois da Al-Qaeda no Iêmen, o saudita Said Ali al-Shehri, em meio a uma operação do exército na região leste do país. Hakim al-Masmari, o editor-chefe do jornal Yemen Post, explicou, em entrevista ao canal árabe Al Jazeera, que Ahmed era alvo da organização por causa da “guerra contra a Al Qaeda que ele liderou na região”. As autoridades, no entanto, ainda não confirmaram se ele era o alvo do atentado, apesar de o grupo terrorista ter tentado matá-lo em ocasiões anteriores.

Saiba mais: Iêmen é uma porta escancarada para atuação da Al Qaeda

(Com Agência France-Presse)