Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mineiro é internado depois de sofrer crise de angústia

Edison Peña é o primeiro a voltar ao hospital depois do resgate

O mineiro Edison Peña, um dos 33 resgatados do fundo da mina San José após 69 dias soterrado, teve que ser internado em uma clínica por causa de uma crise de angústia. “Ele apresentava um quadro de angústia severa e consideramos necessário sedá-lo. Os motivos estão sendo analisados”, informou Jorge Díaz, médico da Associação chilena de Segurança. Outros cinco mineiros resgatados têm apresentado excessos no consumo de álcool.

Peña, de 34 anos, é o primeiro mineiro a voltar ao hospital depois de receber alta no último dia 15, dois dias após ter sido salvo. Apesar de terem sido liberados por estar em boas condições físicas, os médicos recomendaram que descansassem pelo menos 15 dias, o que muitos não conseguiram fazer pela maratona de festas e assédio da imprensa.

Peña, solteiro e sem filhos, teria ficado muito abalado por duas vezes. Na última terça-feira, quando fez um discurso em uma festa em homenagem aos resgatados e durante um programa de televisão transmitido ao vivo na sexta-feira.

Álcool – Outros companheiros de Peña aparentemente exageraram no consumo de álcool. “Estamos falando de cinco ou seis pessoas que tiveram problemas com bebidas alcóolicas, especialmente nas últimas festas, que não têm ajudado o estado dos trabalhadores”, explicou Díaz.

Na última quarta-feira, os 33 mineiros foram recebidos em uma festa organizada pelo excêntrico e milionário empresário Leonardo Farkas, que já havia doado 8.000 euros para cada um enquanto estavam presos na mina. Desta vez, ele os presenteou com motos e deu um imóvel para os trabalhadores que não possuíam casa própria, entre outros itens.

(Com agência France-Presse)