Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

‘Militares mantêm a ordem sem violência’, afirma brasileira

Tatiana Cardoso conta que o clima está 'relativamente tranquilo' no Cairo diante da dimensão dos protestos

Por Cecília Araújo 1 fev 2011, 16h22

A brasileira Tatiana Cardoso, que tinha seu casamento marcado para o último dia 28 em território egípcio e teve que adiá-lo por conta dos protestos, diz que a praça central do Cairo está toda tomada pelos manifestantes nesta terça-feira. Ao todo, passa de 1 milhão o número de pessoas nas ruas. Os militares, contudo, permanecem em cima dos tanques e se restringem a observar. “Fui até o centro do Cairo para dar uma olhada na situação e posso dizer que o clima está relativamente tranquilo. Diante do tamanho da manifestação, não há muita correria”, diz.

“Os militares cumprem seu papel de manter a ordem, mas sem o uso de qualquer forma de violência”, afirma Tatiana. Ontem, o Exército já havia dito que não haveria repressão às manifestações.

Ela ressalta que centenas de milhares de pessoas desafiaram o toque de recolher, que desde a última segunda-feira começa às 15 horas, para participar do protesto. “As pontes de acesso ao centro estão lotadas de carros, de pessoas que desceram para se juntar aos manifestantes”, relata. “Meu irmão e outros amigos estão incomunicáveis no meio da multidão.”

Os distúrbios que tomam conta de várias regiões do país há uma semana obrigaram Tatiana a cancelar a cerimônia de casamento com seu noivo egípcio por questões de segurança. A brasileira, que morou no Egito entre 2004 e 2008, estava pronta para receber cerca de 1.000 convidados em uma festa que misturava árabes e brasileiros.

Continua após a publicidade
Publicidade