Clique e assine a partir de 9,90/mês

Milhares protestam em Madri contra cortes na educação

Governo tenta limitar os gastos no setor empregando menos professores

Por Da Redação - 14 set 2011, 19h40

Milhares de pais, professores e alunos protestaram nesta quarta-feira em Madri, convocados por vários sindicatos, contra os cortes orçamentários no setor. O governo da região de Madri pediu aos professores de educação secundária que dessem duas horas letivas a mais por semana como forma de limitar os gastos, empregando menos professores interinos, o que motivou as manifestações. Segundo os sindicatos, o plano do governo provocará o corte de 3 000 empregos.

“Não aos cortes! Não à privatização!”, “A educação não é um gasto, é investimento. Não aos cortes”, eram algumas das frases que podiam ser lidas em cartazes, que contestavam as medidas aprovadas pelo governo regional para reduzir o déficit da região. “Escola pública de todos para todos”, podia ser lido em algumas camisetas verdes usadas por muitos manifestantes.

O conjunto dos sindicatos do setor também prevê greves no ensino secundário (12 a 16 anos) em Madri em 20 e 21 de setembro.

(Com agência France-Presse)

Publicidade