Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Michele Bachmann tem vitória apertada no Congresso

Fundadora do Tea Party conseguiu manter assento na Câmara de Deputados

Por Da Redação 7 nov 2012, 15h37

Fundadora do Tea Party e ex-candidata à nomeação republicana para disputar a Presidência dos Estados Unidos, Michele Bachmann conseguiu ser reeleita para a Câmara dos Representantes com uma pequena margem, informou nesta quarta-feira o jornal The Washington Post. Michele derrotou o democrata Jim Graves no estado de Minnesota por apenas 3.000 votos em um colégio eleitoral de 350.000 pessoas.

“Foi uma verdadeira honra e um privilégio representar o povo de Minnesota no Congresso, e eu estou agradecida por eles depositarem sua confiança em mim para um novo mandato”, disse a congressista em um comunicado.

Paralelamente à eleição presidencial, os americanos renovaram na terça-feira a Câmara de Deputados, um terço do Senado e decidiram sobre 170 temas locais, dentre os quais a legalização da maconha e o casamento gay.

Michele ficou conhecida por suas declarações controversas. Em 2008, por exemplo, ela afirmou que Barack Obama tinha “pontos de vista antiamericanos”. No ano seguinte, chegou a culpar o Partido Democrata pela gripe suína, cujo primeiro surto nos anos 1970 ocorreu durante a presidência do democrata Jimmy Carter.

Seu discurso a favor de uma emenda para proibir o casamento gay em Minnesota, onde mora, marcou sua atuação na assembleia do estado e na Câmara federal.

Neste ano, quando tentava a nomeação de seu partido para concorrer à Casa Branca, Michele disse que, caso fosse eleita, iria impor um bloqueio ao Irã e recorreria a mísseis como uma forma de alertar o país sobre a seriedade da rejeição dos Estados Unidos ao seu programa nuclear.

Continua após a publicidade
Publicidade