Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Michele Bachmann está fora da corrida à Casa Branca

Relegada ao 6º lugar nas prévias de Iowa, pré-candidata confirmou desistência

Depois de amargar somente o 6º lugar nas prévias de Iowa, as primeiras do Partido Republicano realizadas na noite de terça-feira, Michele Bachman desistiu oficialmente de prosseguir com sua campanha à Casa Branca. A única mulher entre os pré-candidatos à Presidência dos EUA anunciou sua decisão no início da tarde desta quarta-feira, em uma entrevista coletiva em Des Moines, capital do estado de Iowa, onde Bachmann nasceu e foi criada.

“Na noite passada, o povo de Iowa falou com uma voz muito clara e então eu decidi me retirar”, afirmou a deputada americana. Ela prometeu, porém, “continuar a lutar para derrotar a agenda socialista do presidente (Barack Obama)”. “Não me arrependo de nada, fizemos uma grande contribuição à corrida presidencial”, completou.

Uma fonte próxima da republicana já havia antecipado a notícia mais cedo à rede americana CNN, explicando que Bachmann considerava não haver “caminho viável pela frente”, após conquistar somente 5% dos votos em Iowa. Além disso, o cancelamento da viagem que a pré-candidata faria nesta terça à Carolina do Sul reforçaram os rumores.

Leia também:

Leia também: Mitt Romney vence prévia de Iowa por apenas oito votos

A desistência de Bachmann é um duro golpe no movimento conservador Tea Party, no qual ela se projetou e do qual era a queridinha. Desde o início de sua projeção no cenário político americano, a deputada se destacou pela retórica populista com a qual atacava a adminstração do presidente Obama, agradando a ala mais conservadora do Partido Republicano.

Em 2008, por exemplo, ela afirmou que Obama possivelmente tinha “pontos de vista anti-americanos”. No ano seguinte, chegou a culpar o Partido Democrata pela gripe suína, cujo primeiro surto nos anos 1970 ocorreu durante a presidência do democrata Jimmy Carter. Seu discurso conservador, que incluía o apoio a uma emenda para proibir o casamento gay em Minnesota, onde mora, marcou sua atuação na assembleia do estado e na Câmara federal.

Perry – Além de Michele Bachmann, havia a expectativa de que o pré-candidato Rick Perry, que ficou em 5º lugar nas primárias de Iowa, também desistisse da campanha presidencial. Pouco depois de divulgado o resultado apontando a vitória de Mitt Romney, seguido por Rick Santorum e Ron Paul, o governador do Texas anunciou que suspenderia sua campanha para “reavaliar” suas possibilidades na corrida por uma indicação à Casa Branca.

Pouco depois do anúncio da desistência de Bachmann, porém, Perry afirmou em sua página no Twitter que continua na disputa. “E a próxima etapa da maratona é o estado do palmetto. Aqui vamos nós, Carolina do Sul”, escreveu o governador do Texas no micoblog, citando a palmeira símbolo do estado. A informação foi confirmada pelo Huffington Post e pelo jornal texano Dallas Morning News.

As primárias de Iowa foram as primeiras de uma série de mais de 50 que serão realizadas até agosto, quando uma convenção do partido define oficialmente o nome do candidato que enfrentará Barack Obama. Confira as datas: