Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

México extradita para os EUA suposto chefão do narcotráfico

Por Da Redação 24 Maio 2012, 00h27

México, 23 mai (EFE).- O México extraditou nesta quarta-feira para os Estados Unidos o mexicano Armando Villarreal Heredia para que responda por acusações de narcotráfico perante uma corte daquele país, informou a Procuradoria Geral da República (PGR).

A Promotoria informou que Armando, conhecido como ‘Gordo’ ou ‘Gordo Villarreal’, será processado pela Corte Federal para o Distrito Sul da Califórnia por crimes de associação delituosa e contra a saúde.

De acordo com a PGR, de 2008 e até 2010, Armando funcionou como braço direito da organização delitiva liderada por Fernando Sánchez Arellano.

Acrescentou que o reclamado era responsável de dirigir, autorizar e coordenar as atividades delitivas da organização, incluindo homicídios, sequestros, narcotráfico, tráfico de armas e lavagem de dinheiro.

Armando estava internado desde o dia 29 de agosto de 2011, quando a Agência Federal de Investigação (AFI) cumpriu a ordem de detenção provisória com fins de extradição emitida pelo juiz encarregado do caso.

A AFI entregou o acusado a agentes do FBI (polícia federal americana) no Aeroporto Internacional da Cidade do México, ‘ao se esgotarem os recursos legais aos quais o reclamado tinha direito’, assinalou a PGR. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade