Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Mesmo com restrições, Sidney registra recorde de casos de Covid-19

Cidade australiana passou por cinco semanas de lockdown e restrições podem se estender até setembro

Por Da Redação Atualizado em 27 jul 2021, 18h55 - Publicado em 27 jul 2021, 18h54

O estado australiano de Victoria anunciou nesta terça-feira, 27, que encerrará o lockdown após reduzir a disseminação de Covid-19, mas o vizinho Nova Gales do Sul relatou um número recorde de casos suspeitos.

Nova Gales do Sul enfrentará uma extensão de quatro semanas das restrições, com sinais de que medidas duras podem se estender até setembro. O estado relatou 172 casos de coronavírus nas últimas 24 horas, acima dos 145 no dia anterior, com pelo menos 60 passando tempo na comunidade durante a infecção.

Mais da metade dos 26 milhões de habitantes da Austrália está confinada, depois que um surto da variante Delta, altamente infecciosa, atingiu Sidney,  capital de Nova Gales do Sul, e se espalhou por três estados.

O centro do surto em Sydney agora mudou em direção ao oeste da cidade. Um bloco de 50 apartamentos foi bloqueado e colocado sob vigilância policial depois que seis residentes de várias residências testaram positivo. 

Todos os residentes do bloco em Blacktown estão sendo testados, com alimentação e outros serviços sendo fornecidos pelo período de quarentena de 14 dias.

Os casos foram relacionados a uma reunião fúnebre há uma semana, com a presença de cerca de 50 pessoas. Isso levou a pelo menos 28 infecções.

Medidas também foram tomadas em dois hospitais de Sydney, depois que duas enfermeiras e uma estudante de enfermagem deram positivo. Desde então, oito pacientes foram diagnosticados com Covid-19. 

A premiê do estado, Gladys Berejiklian, disse que a decisão de suspender o bloqueio de cinco semanas será tomada esta semana, e a mídia local informou mais tarde que será declarada uma extensão de quatro semanas da ordem na próxima quarta-feira. 

Continua após a publicidade

Com menos de 13% da população totalmente vacinada, espera-se que as restrições permaneçam. 

Uma das maiores preocupações sobre um potencial aumento de casos são os protestos anti-lockdown do fim de semana. 

“Sabemos que trabalhamos duro por cinco semanas e não queremos desperdiçar todo o bom trabalho que fizemos abrindo muito cedo e, em seguida, tendo o vírus se espalhando novamente”, disse Berejiklian em entrevista coletiva.

  • Em contraste, o estado de Victoria disse que a maioria das restrições impostas em 15 de julho serão removidas a partir de quarta-feira após o registro de apenas 10 infecções em pessoas já em quarentena.

    Os 5 milhões de residentes de Victoria terão permissão para sair de casa livremente e as escolas serão reabertas, embora as famílias não tenham permissão para receber visitantes.

    A Austrália Meridional disse que também suspenderá o bloqueio na quarta-feira, depois de registrar zero casos de Covid-19 nas últimas 24 horas.

    Atualmente, a Austrália sofre com um atraso na chegada dos imunizantes. 

    Foi revelado que um dos principais negócios de vacinas do governo federal foi atingido com grandes atrasos, com 51 milhões de doses de Novavax originalmente previstas para chegar no segundo semestre deste ano, agora não esperadas até 2022 . As doses agora farão parte da estratégia de reforço do governo.

    Rastreamento rápido de contatos, regras rígidas de distanciamento social e bloqueios ajudaram a Austrália a manter o número de casos baixo, com pouco menos de 33.100 casos e 920 mortes desde o aparecimento da pandemia.

    Continua após a publicidade
    Publicidade