Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Merkel visita campo de refugiados sírios no sul da Turquia

Chanceler alemã tenta amenizar tensão entre Ancara e a União Europeia

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou neste sábado um campo de refugiados sírios na província meridional turca de Gaziantep. A viagem tem como objetivo amenizar as tensões relacionadas ao acordo migratório entre Ancara e a União Europeia.

Acompanhada pelo presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, e o vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, Merkel chegou ao aeroporto de Gaziantep nesta tarde, onde foi recebida pelo primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu.

A comitiva se deslocou em um ônibus a Nizip, uma cidade de cerca de 100 mil habitantes, em cujas imediações se encontram dois campos de refugiados sírios.

Merkel e seus acompanhantes foram recebidos fora do acampamento por crianças sírias e quatro jovens vestidas de branco que lhes entregaram ramos de flores, em cerimônia transmitida ao vivo por várias cadeias de televisão turca.

Leia mais:

UE e Turquia enfrentam obstáculos para fechar acordo sobre imigração

Em seguida, os altos cargos visitaram o acampamento, um recinto com 938 casas pré-fabricadas perto do rio Eufrates que abriga atualmente cerca de 4,8 mil refugiados sírios, em grande parte famílias.

De volta à cidade de Gaziantep, a comitiva irá inaugurar um centro destinado a crianças e famílias de refugiados e construído graças a fundos europeus.

A visita de Merkel dará à chanceler a oportunidade de conhecer a situação dos refugiados sírios na Turquia, que recebe 6 bilhões de euros da UE, segundo um acordo alcançado o mês passado em Bruxelas.

De acordo com o pacto, a Turquia aceita a deportação de todos os imigrantes e refugiados que chegaram às ilhas gregas desde 20 de março e envia um número equivalente aos países europeus, além de receber a isenção do visto para seus cidadãos na UE.

(Com EFE)