Clique e assine a partir de 8,90/mês

Merkel pede libertação de jornalistas alemães presos no Irã

Os dois foram detidos enquanto entrevistavam um dos filhos de Sakineh

Por Da Redação - 12 out 2010, 09h58

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, pediu nesta terça-feira que o Irã liberte os dois jornalistas presos no domingo, enquanto entrevistavam um dos filhos de Sakineh Mohammadi Ashtiani, que também foi detido assim como o advogado da iraniana condenada à morte.

“Estamos fazendo tudo o que podemos, mas não temos novas informações”, declarou Merkel, durante visita oficial à Romênia, salientando que seu governo tem “grande interesse” em solucionar rapidamente o caso. O Irã acusa os detidos de manterem contato com grupos inimigos do regime dos aiatolás no exterior.

A prisão dos alemães, do advogado e de um dos filhos de Sakineh foi divulgada somente na segunda-feira. Segundo a porta-voz do Comitê Internacional contra o Apedrejamento, Mina Ahadi, as forças de segurança iranianas entraram no escritório do advogado Houtan Kian, na cidade de Tabriz, no domingo à tarde, e detiveram os quatro, dos quais não se sabe notícia desde então. Os jornalistas não tiveram suas identidades divulgadas.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade