Clique e assine com até 92% de desconto

Menino de 9 anos é preso por esfaquear irmã de 5 anos na Flórida

Ele foi acusado de tentativa de homicídio e vai passar por avaliação psicológica; não foram divulgadas informações sobre o estado de saúde da menina

Por Redação Atualizado em 28 jan 2020, 15h44 - Publicado em 28 jan 2020, 15h27

Um menino de 9 anos foi acusado de tentativa de assassinato na Flórida, nos Estados Unidos, por esfaquear a irmã de 5 anos. Ele foi detido na segunda-feira 27, e a menina permanece internada no Hospital Health Shands, em Gainesville.

Segundo a emissora de TV local WFTV, a polícia recebeu um chamado sobre o incidente na tarde de segunda. Encontraram a garota ferida, mas alerta e capaz de comunicar-se, no bloco de apartamentos onde as crianças moravam com a mãe, em Ocala, na região central do estado. Ela foi levada de avião ao hospital mais próximo.

Até o momento, não foram divulgadas informações sobre seu estado de saúde.

Seu irmão estava escondido em um galpão usado para armazenar equipamentos de manutenção no prédio onde ocorreu o ataque. Ele confessou aos policiais que o interrogaram que, com uma faca de cozinha, feriu sua irmã nas costas quando a mãe deixou brevemente o apartamento.

De acordo com o relatório da polícia, o menino disse que a ideia de matar sua irmã “havia entrado em sua cabeça dois dias antes” e que ele tentou esquecer, mas não conseguiu. Em confissão, disse que agarrou sua irmã pela nuca enquanto ela estava curvada e começou a esfaqueá-la enquanto dizia: “Morra, morra”.

A mãe disse à polícia que deixou as crianças sozinhas por cerca de 10 minutos para pegar a correspondência e pedir doces a um vizinho. Quando voltou para casa, viu o filho mais velho esfaqueando a mais nova. Em seguida, tirou a faca de suas mãos e ligou para a polícia.

No relatório da prisão, policiais perguntaram ao garoto por que esfaqueou a irmã. Ele disse que “queria poder sair de casa”. O juiz encarregado do caso demandou que o menino passasse por avaliação psicológica, segundo a emissora de TV FOX. Ele se apresentará no tribunal no dia 5 de fevereiro.

(Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade