Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Menino de 6 anos está entre vítimas de ataque a tiros na Califórnia

Atirador já foi identificado pela polícia; investigadores procuram uma segunda pessoa ligada ao atentado contra feira gastronômica

Por Da Redação - 29 jul 2019, 09h51

Um menino de 6 anos está entre as vítimas do ataque a tiros em um grande festival gastronômico em Gilroy, na Califórnia, no oeste dos Estados Unidos, neste domingo 28. Ao todo, três pessoas morreram e 15 ficaram feridas.

O atirador foi considerado foragido por horas após o incidente, mas depois foi localizado e morto, segundo a polícia local. Ele já foi identificado pelos investigadores, mas seu nome e foto ainda não foram divulgados publicamente.

As forças de segurança consideram a hipótese de que haja uma segunda pessoa ligada ao atentado contra o Gilroy Garlic Festival (Festa do Alho de Gilroy), mas não sabem dizer seu grau de envolvimento.

“Acreditamos, com base nas declarações de testemunhas, que uma segunda pessoa esteve envolvida, mas não sabemos até que ponto”, afirmou Scot Smithee, chefe da polícia de Gilroy.

Publicidade

Stephen Romero, de 6 anos, está entre as vítimas do ataque. O menino estava na feira com sua mãe e avó, que também foram atingidas e estão no hospital.

A outra avó do menino, Maribel Romero, explicou à emissora KGO-TV que ela estava em casa quando recebeu uma ligação informando sobre o ataque. Quando ela chegou ao hospital, Stephen já estava morto.

Maribel descreveu seu neto como uma criança “sempre gentil, feliz” e “brincalhona”.

“Só espero que haja justiça e que eles capturem a última pessoa ou a outra pessoa envolvida”, disse. “Quero justiça para meu neto”, acrescentou.

Publicidade

Em imagens divulgadas pela televisão americana e divulgadas nas redes sociais, pessoas aparecem correndo enquanto tiros são ouvidos.

A emissora NBC falou com uma testemunha, Julissa Contreras, que afirmou que um homem branco na faixa dos 30 anos havia aberto fogo com um rifle.

Publicidade

“Eu o vi atirando em todas as direções. Ele não estava mirando em ninguém especificamente. Estava indo da esquerda para a direita e da direita para a esquerda”, disse Contreras.

Segundo Smithee, aparentemente o suspeito entrou na feira utilizando uma ferramenta para cortar portões. Uma vez dentro, usou um tipo de rifle.

A feira contava com um forte esquema de segurança, incluindo detectores de metais e a revista dos pertences de visitantes, explicou o chefe de polícia. O diretor do festival, Brian Bowe, disse estar “profundamente chocado”.

“Nossos mais de 4.000 voluntários trabalham duro todos os anos e ver esse evento terminar desta maneira é simplesmente uma das coisas mais trágicas e tristes que já vivi”, declarou a jornalistas.

Publicidade

“Violência sem sentido”

A feira de gastronomia Garlic de Gilroy inclui apresentações de grupos musicais e competições culinárias, além de lugares para comer e beber. Cada ano recebe cerca de 100.000 pessoas em seus três dias, segundo os organizadores.

É um evento importante para a pequena cidade de cerca de 50.000 habitantes. O governador da Califórnia, Gavin Newsom, chamou o incidente de “horrível”.

“Esta noite a Califórnia apoia a comunidade de Gilroy. Meu gabinete está acompanhando a situação de perto”, tuitou.

O jornal Mercury News indicou que o ataque a tiros ocorreu quando a feira estava terminando.

Publicidade

“Sou grata aos serviços de emergência no local dos acontecimentos em Gilroy e penso naqueles feridos por essa violência sem sentido”, tuitou a senadora Kamala Harris, uma das candidatas às primárias presidenciais democratas de 2020.

(Com AFP)

Publicidade