Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Menino de 14 anos torturado em vídeo relembra momentos de terror nas mãos do EI

O garoto sírio apanhou e levou choques. Ele escapou da prisão e hoje vive na Turquia

Um vídeo feito com um celular mostra jihadistas do Estado Islâmico torturando um garoto sírio de 14 anos. Nas imagens, o jovem Ahmed é espancado por dois homens do EI. A gravação, feita por um ex-membro do grupo terrorista, foi divulgada pela rede britânica BBC.

O garoto aparece vendado e pendurado pelos punhos, apanhando de dois homens armados com pistola e fuzil AK-47.

Leia também:

Cristão corta cabeça de jihadista em vingança por atrocidades do EI

EI cria ‘serviço de helpdesk’ para ajudar jihadistas a burlarem espionagem

Ahmed conta que dois homens pediram para ele deixar uma bolsa em um local próximo a um ponto de encontro de membros do EI. Sem saber que estava plantando uma bomba, o menino foi capturado e torturado pelo grupo extremista durante dois dias.

Além de apanhar, Ahmed também foi eletrocutado durante a tortura.

“Quando eles me eletrocutavam, eu gritava chamando minha mãe. Mas cada vez que eu chamava por ela, eles aumentavam a voltagem do choque, dizendo ‘não envolva sua mãe nisso!'”, disse Ahmed à BBC.

Depois da tortura, Ahmed foi sentenciado à morte, mas um dos terroristas do EI sentiu pena do garoto e permitiu que ele escapasse da prisão. Atualmente, Ahmed vive na Turquia.

A Organização das Nações Unidas (ONU) acusam o Estado Islâmico e outros grupos armados na Síria e no Iraque de torturar, matar e recrutar crianças para lutar nas frentes de batalha.

(Da redação)