Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Membros da Otan assinam protocolo de adesão para Finlândia e Suécia

O processo de ratificação das entradas, no entanto, ainda pode durar meses, devido aos processos legislativos dos aliados e possível resistência da Turquia

Por Da Redação 5 jul 2022, 09h38

Os 30 membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) assinaram nesta terça-feira, 5, os protocolos de adesão da Suécia e da Finlândia. As propostas de adesão ainda serão enviadas às capitais dos países membros para aprovações legislativas – podendo enfrentar problemas políticos na Turquia.

A medida aumenta ainda mais o isolamento estratégico da Rússia após a invasão da vizinha Ucrânia em fevereiro.

+ Se for atacada pela Rússia, Finlândia irá revidar, diz chefe da Defesa

“Este é realmente um momento histórico para a Finlândia, para a Suécia e para a Otan”, disse o secretário-geral da aliança, Jens Stoltenberg.

Os 30 embaixadores e representantes permanentes aprovaram formalmente as decisões da cúpula da Otan da semana passada, quando a aliança tomou a decisão histórica de convidar a vizinha Finlândia e a parceira escandinava Suécia para se juntar ao clube militar.

A aprovação parlamentar na Turquia ainda pode representar obstáculos no processo, apesar da divulgação de um acordo alcançado entre os três países.

Na semana passada, o líder turco Recep Tayyip Erdogan alertou que Ancara ainda pode bloquear o processo se a Finlândia e a Suécia não atenderem plenamente à exigência de extraditar suspeitos de terrorismo com ligações a grupos curdos. Ele disse que o Parlamento da Turquia pode se recusar a ratificar o acordo, vetando as novas adesões, já que é necessário consenso de todos os membros.

Os ministros das Relações Exteriores da Suécia e da Finlândia disseram que não há uma lista específica de pessoas precisariam ser extraditadas para a Turquia. Ann Linde, chanceler sueca, disse que as ações de seu governo sempre “cumprirão a legislação sueca” e o direito internacional.

Continua após a publicidade

+ Os efeitos do pedido da Finlândia e da Suécia para entrar na Otan

Cada nação da aliança tem diferentes procedimentos legislativos, e pode levar vários meses para que os dois se tornem membros oficiais.

O parlamento da Alemanha deve ratificar as propostas de adesão na sexta-feira, de acordo com o partido de coalizão Democratas Livres. Outros parlamentos só podem entrar no processo de aprovação após as longas férias de verão.

“Aguardo um rápido processo de ratificação”, disse o ministro das Relações Exteriores da Finlândia, Pekka Haavisto.

A invasão russa da Ucrânia deu maior urgência ao processo, aumentando a importância da influência de Moscou.

+ ‘Existe chance de a guerra se expandir além da Ucrânia’, diz Finlândia

“Seremos ainda mais fortes e nosso povo ficará ainda mais seguro ao enfrentarmos a maior crise de segurança em décadas”, disse Stoltenberg.

A assinatura de terça-feira já traz as duas nações para mais perto da Otan. Como parceiros próximos, eles já participaram de algumas reuniões que envolveram questões que os afetaram imediatamente. Como convidados oficiais, eles podem participar de todas as reuniões dos embaixadores, mesmo que ainda não tenham direito a voto.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)