Clique e assine com até 92% de desconto

Marinha de Israel detém navio com destino a Gaza

A embarcação transportava material escolar, médico e de construção para os habitantes de Gaza. Os passageiros, que são ativistas pró-Palestina, estão sob custódia da polícia de Israel

Por Da Redação 20 out 2012, 09h42

A Marinha israelense deteve um navio finlandês que tentava romper o bloqueio maritimo de Gaza, neste sábado. Os soldados invadiram a embarcação Estelle, da 3ª Flotilha da Liberdade, e tomou os passageiros em custódia. O objetivo dos manifestantes pró-Palestina era chamar atenção para o território palestino, que está sob um bloqueio israelense desde 2007. O barco está sendo conduzido ao porto de Ashdod. De Madri, a ONG Rumo a Gaza disse que a abordagem aconteceu em águas internacionais às 5h15 de Brasília.

“Há pouco tempo, a Marinha abordou Estelle, um navio que se dirigia à Faixa de Gaza para tentar romper o bloqueio marítimo de segurança”, informou o boletim militar que garante que o processo foi completado de forma pacífica.

“A abordagem foi realizada de acordo com o direito internacional, sob as ordens do governo israelense e depois de serem feitos todos os tipos de tentativas – diretos e através de canais diplomáticos – de impedir que o navio chegasse a Gaza”, acrescentou a nota.

Seguindo procedimentos com flotilhas anteriores, o Exército israelense indicou que a abordagem foi ordenada após numerosas chamadas aos passageiros a bordo. “Como resultado de sua falta de vontade de cooperar e após ignorar as chamadas para que mudasse de rumo, foi tomada a decisão de abordar o veleiro e conduzi-lo ao porto de Ashdod”, segundo o boletim militar.

TEMA: Bloqueio israelense a Gaza

Israel bloqueou as águas de Gaza em 2007 depois que o movimento islamita Hamas tomou o controle da Faixa e expulsou dali as forças leais a Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP). A primeira Flotilha da Liberdade a Gaza, em 2010, terminou de forma trágica quando foi atacada por comandos israelenses e morreram oito turcos e um cidadão americano de origem turca.

Continua após a publicidade

Estelle zarpou em 6 de outubro de Nápoles, sul da Itália, e havia sido reabastecido na terça-feira em águas internacionais frente a Creta. A bordo do navio viajavam cinco deputados europeus: Ricardo Sixto Iglesias (Espanha), Sven Britton (Suécia), Aksel Hagen (Noruega), Vangelis Diamandopoulos e Dimitris Kodelas (Grécia), e o ex-deputado canadense Jim Manly. A embarcação transportava material escolar, médico e de construção para os habitantes de Gaza.

Situado a 40 quilômetros ao norte da Faixa de Gaza, o porto de Ashdod é a principal base militar no litoral sul de Israel. “Ao chegarem, os passageiros serão transferidos à custódia da polícia de Israel e às autoridades de imigração no Ministério do Interior”, diz a nota.

(Com EFE e AFP)

LEIA TAMBÉM:

Turquia suspende relações comerciais e militares com Israel

Gaza: relatório oficial critica Netanyahu no ataque à flotilha

Israel ordena a abordagem de 2 navios com destino a Gaza

Continua após a publicidade
Publicidade