Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Mansão de Pablo Escobar em Miami é vendida por quase 10 milhões de dólares

Novo proprietário diz que vai derrubar imóvel para não ficar perto da 'energia' de narcotraficantes. Casa foi apreendida pelas autoridades no final dos anos 80

Por Da Redação 9 Maio 2014, 15h48

Uma mansão de 680 metros quadrados que pertenceu ao traficante colombiano Pablo Escobar foi adquirida por um empresário americano por 9,65 milhões de dólares (mais de 21 milhões de reais). A residência em Miami, de frente para o mar, foi apreendida por autoridades federais no final da década de 1980.

O novo proprietário, Christian Berdouare, dono de uma rede de restaurantes, disse que a mansão será derrubada para a construção de uma nova casa. “Eu, particularmente, não gosto de traficantes e não quero a energia deles perto de mim”, justificou, acrescentando que foi atraído pela localização do imóvel e não pela história do lugar.

Leia também:

Mansão na Suíça onde Chaplin morreu vai virar museu

Casa mais cara dos EUA é vendida por US$ 147 milhões

Continua após a publicidade

David Beckham compra mansão em favela do Rio

Junto com a mansão, também foram apreendidos outros imóveis cujo valor total chega a 20 milhões de dólares. O chefe do cartel de Medelín, que chegou a ser o homem mais poderoso da Colômbia e, segundo a revista Forbes, amealhou uma fortuna de 2 bilhões de dólares, foi morto pela polícia em 1993.

Não se sabe ao certo se Escobar alguma vez esteve na mansão em Miami. A empresa responsável pela transação imobiliária propagandeou que ele visitou sim o local. O novo dono também afirmou que alguns vizinhos descreveram atividades do narcotraficante na casa. “Eles costumavam ver barcos chegarem ao local”, contou.

Ambiente de mansão em Miami que já pertenceu ao traficante colombiano Pablo Escobar
Ambiente de mansão em Miami que já pertenceu ao traficante colombiano Pablo Escobar VEJA

(Com agências Reuters e EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade