Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manifestantes incendeiam escritório de candidato do antigo regime egípcio

Cairo, 28 mai (EFE).- Um grupo de manifestantes invadiu e ateou fogo nesta segunda-feira ao escritório de campanha do candidato às eleições presidenciais egípcias Ahmed Shafiq, último primeiro-ministro do ex-ditador Hosni Mubarak, em um bairro do Cairo, informaram à Agência Efe fontes ligadas às forças de segurança local.

Os manifestantes invadiram o prédio do comitê de campanha eleitoral de Shafiq para protestar contra o resultado do primeiro turno das eleições realizado na semana passada. O segundo turno do pleito será decidido entre ele e o candidato islamita da Irmandade Muçulmana, Mohammed Mursi.

Segundo as fontes, a multidão destruiu os equipamentos e o material de campanha no escritório, localizado no bairro residencial de Dokki, e ateou fogo ao prédio. Os serviços de extinção de incêndio ainda não chegaram ao local.

Os manifestantes lançaram coquetéis molotov contra o ‘quartel-general’ de Shafiq, considerado por alguns setores da população egípcia como um ‘fulul’ (remanescente do antigo regime).

A emissora de TV ‘Al-Hayat’ divulgou imagens de grandes chamas saindo do escritório de Shafiq, que fez campanha baseada no restabelecimento da segurança e da estabilidade no país.

Em paralelo a esses atos, milhares de pessoas se concentraram na praça Tahrir – epicentro dos protestos que derrubaram Mubarak – para protestar contra os resultados do pleito.

Entre os manifestantes está também um dos candidatos presidenciais derrotados no primeiro turno, o advogado trabalhista Khaled Ali. EFE