Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manifestantes gays apanham de policiais russos e de homofóbicos

Parada do orgulho LGBTTT não havia recebido aval das autoridades pelo décimo ano seguido

A polícia russa prendeu vinte pessoas e dispersou violentamente uma parada gay em Moscou neste sábado. Os organizadores do evento haviam pedido permissão para a realização da marcha, mas (como já é de praxe há dez anos) as autoridades não a concederam. Os participantes da parada também foram agredidos por ativistas homofóbicos.

Os ataques a homossexuais são frequentes na Rússia do presidente Vladimir Putin. O governo aceita e reforça a discriminação. Uma lei de junho de 2013 proibiu a “propaganda gay” para menores de 18 anos. Putin é respaldado em sua postura de intolerância pela maioria da população e pela Igreja Ortodoxa.

LEIA MAIS:

Irlanda aprova o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Lei ‘anti-gay’ ameaça multar show de Madonna na Rússia

TV russa classifica campanha de Hillary Clinton para maiores de 18

(Da redação)