Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Manifestação no Marrocos contra governo islamita por melhora social

Por Abdelhak Senna - 27 maio 2012, 12h52

Dezenas de milhares de pessoas protestavam neste domingo em Casablanca contra o governo islamita para exigir “uma melhora na situação social”, constatou a AFP.

Trata-se da maior manifestação hostil ao executivo islamita dirigido desde janeiro por Abdelilá Benkiran, após as eleições de novembro de 2011, nas quais seu partido, o Partido Justiça e Desenvolvimento, venceu claramente.

“Há 50 mil pessoas (a metade, segundo um responsável da polícia) que protestam para exortar o governo a iniciar um verdadeiro diálogo diante da tensão social de nosso país”, disse à AFP Hassan Tariq, deputado da União Socialista de Forças Populares (USFP, oposição parlamentar), presente na manifestação.

“Há uma mensagem de unidade sindical e uma mensagem nítida ao governo Benkiran para que esclareça sua estratégia governamental”, acrescentou.

Publicidade

Esta manifestação foi convocada pela Confederação Democrática do Trabalho e pela Federação Democrática do Trabalho, dois sindicatos ligados à USFP.

Publicidade