Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Mandela está bem e melhora da pneumonia, diz mulher

Ex-presidente sul-africano foi internado pela terceira vez desde dezembro

Por Da Redação 5 abr 2013, 09h57

O ex-presidente sul-africano e prêmio Nobel da Paz de 1993, Nelson Mandela, está bem e se mostra cada vez melhor da pneumonia que levou à sua internação em 27 de março, afirmou sua mulher, Graça Machel.

“Madiba – como ele é conhecido na África do Sul – está bem, está cada vez melhor”, disse Graça na quinta-feira à noite à emissora local Eyewitness News. “Está no hospital simplesmente porque os médicos querem assegurar-se de que está suficientemente forte para voltar para casa e que não terá uma recaída”, explicou a terceira esposa do ex-mandatário de 94 anos.

Um dos netos do ex-presidente, Mandla Mandela, também disse na quinta-feira à televisão pública sul-africana SABC que sua família tem certeza de que “os doutores estarão em breve completamente satisfeitos com os exames que estão fazendo e o enviarão para casa outra vez”. O presidente sul-africano, Jacob Zuma, já havia confirmado que Mandela se encontra estável e “responde positivamente” ao tratamento.

Caio Blinder:

Como será a África do Sul sem Nelson Mandela?

Histórico – Mandela foi internado há nove dias devido a uma recaída da pneumonia que teve várias vezes, segundo anunciou a Presidência sul-africana. Foi a terceira internação dele desde o último dezembro.

O prêmio Nobel da Paz de 1993 havia sido operado em dezembro passado de cálculos na vesícula e tratado de complicações respiratórias, durante uma estadia de mais de duas semanas no hospital, o que provocou insistentes rumores sobre sua morte. Mandela vive entre Johanesburgo e Qunu, cidade onde passou sua infância, sob permanente vigilância médica.

Nelson Mandela lutou durante 67 anos contra o regime racista do apartheid, imposto pela minoria branca da África do Sul até 1994. Após passar 27 anos na prisão, Madiba foi nomeado prêmio Nobel da Paz em 1993 e se tornou, um ano depois, o primeiro presidente negro da história da África do Sul.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade