Clique e assine a partir de 9,90/mês

Malásia procura 4 norte-coreanos pelo assassinato de Kim Jong-nam

Outras quatro pessoas já estão presas por suspeita de envolvimento na morte do irmão do ditador Kim Jong-un

Por Da redação - 19 fev 2017, 08h20

A polícia da Malásia anunciou neste domingo que procura quatro homens pelo assassinato de Kim Jong-nam, o irmão mais velho do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un. “Os quatro suspeitos são da Coreia do Norte. Podemos confirmar que eles deixaram o país no mesmo dia do ataque (dia 13)”, afirmou o subdiretor da polícia da Malásia, Noor Rashid Ibrahim.

As pessoas procuradas são Ri Jae-nam, de 57 anos, que chegou a Malásia em 1º de fevereiro; O Jong-gil, de 55, que entrou no país em 7 de fevereiro; Hong Song Hac, de 34, no dia 31 de janeiro; e Rhi Ji Hyon, de 33, em 4 de fevereiro. A polícia informou que ainda não sabe se os quatro suspeitos são ligados ao governo da Coreia do Norte.

 

Kim Jong-nam morreu na manhã da segunda-feira após, aparentemente, ser envenenado por duas mulheres no aeroporto de Kuala Lumpur, antes de tomar um voo para a Macau, onde vivia exilado. Na investigação do caso, a Malásia já prendeu quatro pessoas: duas mulheres, um malaio e, desde sexta-feira, o norte-coreano Ri Jong-chol, de 46 anos.

Continua após a publicidade

(Com EFE)

Publicidade