Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Indonésia é atingida por terremoto na semana em que recebe reunião do FMI

O presidente do Banco Central do Brasil, Ilan Goldfajn, está a caminho de Bali, onde deverá desembarcar nesta quinta (11)

Terremotos atingiram hoje (10) as ilhas indonésias de Java e Bali e Nova Bretanha, na Papua-Nova Guiné. Em Java, três pessoas morreram em decorrência do sismo. Edifícios foram danificados, causando pânico nos moradores. Em Bali, um dos principais destinos turísticos da Indonésia, o Fundo Monetário Internacional (FMI) realiza sua reunião anual nesta semana.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos informou que o terremoto teve magnitude 6 na Escala Richter — de 2 a 10. Em Bali, o tremor levou moradores da capital, Denpasar, a deixaram suas casa. A reunião do FMI levou mais de 19.000 autoridades de vários países ao local. O presidente do Banco Central do Brasil, Ilan Goldfajn, está a caminho e deverá desembarcar nesta quinta (11) de tarde.

As três mortes em Java aconteceram por causa de desmoronamento de edifícios onde estavam dormindo, disse Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da agência de combate a desastres da Indonésia, em um comunicado.

A ilha de Sulawesi, na Indonésia sofreu um terremoto de magnitude 7,5 seguido de um tsunami no dia 28 de setembro e ainda está mergulhada em operações de busca e resgate de vítimas e de reconstrução de infraestruturas danificadas.

A tragédia do final de setembro causou a morte de 2.045 pessoas, informou hoje a Agência Nacional de Gestão de Desastres (10). De acordo com os últimos dados, 10.679 pessoas ficaram feridas, das quais 2.549 estão em estado grave, e 82.775 indonésios estão alojados em abrigos. Ainda há desaparecidos.

Diante da quantidade de mortos e das temperaturas altas nesta época do ano, as autoridades locais  enterraram em valas comuns 969 mortos, enquanto 1.076 corpos foram entregues aos familiares das vítimas.

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, disse hoje que a distribuição de ajuda humanitária melhorou e que a maior parte do serviço de energia elétrica foi restabelecida. Mas admitiu que ainda há deficiências.

Widodo afirmou que será necessário tempo para a vida voltar ao normal na região, destroçada pela magnitude do terremoto e do tsunami.

Nova Bretanha

Na ilha de Nova Bretanha, em Papua-Nova Guiné, o terremoto de hoje atingiu magnitude de 7,3 graus na Escala Richter, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos.

O sismo ocorreu a uma distância de 200 quilômetros da cidade de Rabaul, a uma profundidade de quase 40 Km. “Sentimos um pouco o terremoto, mas não foi muito forte”, afirmou o policial Roy Michael, da delegacia de Rabaul.

Michael disse não ter havido danos nem vítimas na cidade. Mas as autoridades ainda não tinham conseguido entrar em contato com as aldeias mais próximas do epicentro.

(Com Reuters e EFE)