Clique e assine a partir de 9,90/mês

Mais de 50 pessoas são presas no 7º dia de protestos na Romênia

Por Da Redação - 19 jan 2012, 19h58

Bucareste, 19 jan (EFE).- Pelo menos 55 manifestantes foram presos nesta quinta-feira em Bucareste no sétimo dia de manifestações que pedem a renúncia do Governo romeno por suas duras políticas de austeridade e sua gestão da crise, segundo números oferecidas pelo canal de notícias ‘Realitatea’.

Como já ocorreu no final da semana passada, os protestos ficaram violentos quando um grupo de manifestantes, entre os quais estavam vários membros de torcidas organizadas de times de futebol de Bucareste, atacou os policiais que delimitavam a concentração com pedras, garrafas e latas de cerveja.

Segundo a Agência Efe podê constatar na praça da Universidade, os policiais revidaram, dispersando os manifestantes pelas ruas adjacentes e detendo dezenas deles.

A Romênia viveu hoje o sétimo dia de protestos contra as políticas de austeridade do Governo, uma das mais drásticas da Europa e que provocou grande mal-estar entre a população.

Continua após a publicidade

Às manifestações espontâneas que desde sexta-feira passada pedem a renúncia de dirigentes que consideram corruptos e autoritários se somou hoje uma manifestação com a mesma mensagem convocada pelos partidos da oposição.

De acordo com a Polícia, cerca de sete mil pessoas participaram desse último protesto.

Enquanto milhares de pessoas seguem protestando em cidades de todo o país, o Governo de centro-direita rejeita renunciar alegando a necessidade do país de estabilidade política e econômica. EFE

Publicidade