Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mãe de família ateia fogo ao próprio corpo na França

Uma mãe de família, que procurava alojamento, morreu nesta quinta-feira devido aos ferimentos causados depois de ela ter ateado fogo em si mesma no hall de entrada da Prefeitura de Saint-Denis, norte de Paris, informaram fontes judiciais e da prefeitura.

Na quarta-feira à tarde, a mulher de 38 anos, mãe de seis crianças, entrou na Prefeitura, conversou com um funcionário da recepção e jogou gasolina em seu corpo antes de acender um isqueiro.

Apesar da intervenção de agentes da segurança, do funcionário e de um morador da cidade, ela ficou gravemente queimada. Transportada de helicóptero para um centro especializado em queimaduras, ela não resistiu aos ferimentos. Sua morte foi anunciada na tarde desta quinta-feira.

Neste inverno, a mulher recebeu abrigo do 115 – centro que cuida das urgências sociais – em um hotel no subúrbio ao sul de Paris e depois no subúrbio norte, disse o prefeito de Saint-Denis. Ela depositou uma solicitação por moradia em 2009 nesta cidade.

A Prefeitura denunciou “o drama das habitações precárias”. Essa mulher também passava por uma situação familiar muito complicada, segundo várias fontes.

A França possui mais de três milhões de pessoas mal alojadas, cerca de 700 mil entre eles não possuem residência própria, de acordo com a Fundação Abbé Pierre, uma conhecida instituição de caridade.

Com a crise que minou os recursos de milhões de pessoas e a vertiginosa alta do custo da habitação, encontrar um teto na França se tornou “fonte de enorme preocupação” para os mais pobres e também para as pessoas com rendimento modesto, segundo o último relatório da Fundação publicado no dia 1º de fevereiro, a menos de três meses das eleições presidenciais na França.