Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Maduro diz que Chávez está ‘tranquilo, sereno e consciente’

Em entrevista, vice-presidente reafirmou que coronel seguirá no comando

Por Da Redação 18 jan 2013, 12h23

O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse na quinta-feira que Hugo Chávez está consciente das fases do seu pós-operatório e que o governo avalia todos os cenários diante da pressão dos opositores quanto à ausência do coronel. No entanto, na entrevista, Maduro voltou a afirmar que Chávez seguirá como chefe de estado.

“Recentemente, em 14 de janeiro, parte da equipe política foi visitá-lo. Estivemos com ele, conversamos, o atualizamos sobre as distintas situações do país. Em termos gerais, o vejo muito tranquilo, muito sereno, muito consciente de todas as fases pelas quais passou no pós-operatório, e estamos muito otimistas”, disse Maduro. “Toda a fase de infecções foi controlada e os médicos estão tratando agora as complicações respiratórias derivadas do pós-operatório e da fase de infecções, que foram muito agudas”, completou.

Leia também:

Maduro substitui Chávez e entrega relatório a Parlamento

Capriles cobra que Chávez apareça e fale a venezuelanos

Maduro volta de Cuba com versão mítica de Chávez

Continua após a publicidade

Maduro ainda defendeu a política de comunicação do governo em relação à doença do ditador, que, segundo disse, “combina a luta de ideias, a defesa política e humana de Chávez e de sua família e a informação médica”. O governo chavista é acusado pela oposição de esconder a doença de Chávez, já que desde o início do tratamento contra o câncer foram divulgadas poucas informações. Até hoje, nem se sabe exatamente em que parte do corpo estava alojado o tumor.

“O presidente Chávez é o líder mundial de uma revolução social, que propõe uma mudança de era, não somente em nosso país e no continente, mas um mundo sem impérios. E o presidente enfrentou os poderes mundiais, as transnacionais da informação e fez em nosso país uma revolução que recuperou nossos recursos naturais”, delirou ainda o vice.

Constituição – Quando questionado sobre a possibilidade de Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Nacional, assumir a presidência, de acordo com o que diz a Constituição, Maduro falou sobre as manobras judiciárias empenhadas pelos chavistas.”Havia continuidade e há continuidade administrativa. O único cenário no qual o companheiro Cabello assumiria a Presidência é se fosse declarada a falta absoluta do presidente antes do juramento”.

Durante a entrevista, realizada com exclusividade à agência EFE, Maduro foi questionado até onde vão suas competências como vice-presidente, e a resposta foi sucinta. “Bom, é longa a lista, não? Para uma entrevista como esta”.

Chávez foi submetido no dia 11 de dezembro a uma quarta cirurgia contra o câncer em Cuba, horas após surpreender o país com o anúncio da recorrência da doença e de nomear o vice-presidente, Nicolás Maduro, como seu eventual sucessor, caso fossem convocadas novas eleições. Desde que partiu para a ilha cubana, ele não é visto nem ouvido em público, despertando crescentes dúvidas sobre seu estado de saúde.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês