Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Maconha sintética deixa rastro de mortes na Nova Zelândia

Droga produzida em laboratório matou oito pessoas no país

Por Da redação 28 jul 2017, 10h16

Pelo menos oito pessoas morreram pelo consumo de maconha sintética no mês de julho em Auckland, a principal cidade do norte da Nova Zelândia, de acordo com a polícia local.

O inspetor local Peter Florence disse que está fazendo o possível para acabar com a venda de maconha sintética nas ruas, ao mesmo tempo em que pediu a colaboração da população.

“Pedimos àqueles que consomem maconha sintética que deixem imediatamente de fazer isto e que busquem ajuda”, disse Florence, segundo a emissora “Radio New Zealand”.

Na quinta-feira à noite, 27,  morreu em Auckland uma mulher de 31 anos que consumia este tipo de droga produzida em laboratório e que poderia ser, se forem confirmados os testes forenses, a nona vítima da lista.

(Com EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade