Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Lula se encontra com Arce na Bolívia após cúpula do Mercosul

Mandatários discutiram investimentos da Petrobrás em território boliviano e combate ao tráfico; Visita ocorre após tentativa de golpe contra Arce

Por Da Redação
9 jul 2024, 12h59

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu nesta terça-feira, 9, com o presidente da Bolívia, Luis Arce, na cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra, onde o petista desembarcou na véspera. Antes, os dois presidentes participaram da Cúpula do Mercosul, no Paraguai, onde Arce formalizou a adesão da Bolívia ao bloco.

“Muito bem recebido pelo presidente da Bolívia para uma série de agendas comerciais e diplomáticas entre Brasil e Bolívia”, afirmou o líder brasileiro no X, antigo Twitter.

Esta é a primeira viagem de Lula ao país vizinho no terceiro mandato. Já o presidente da Bolívia esteve no Brasil quatro vezes ao longo do último ano. Após a bilateral entre os dois mandatários, ocorrerá uma reunião ampliada com autoridades e parte da delegação brasileira que está na Bolívia. Depois, o petista participará de uma cerimônia de assinatura de atos e fará uma declaração conjunta à imprensa.

De acordo com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), Lula e Arce conversaram sobre o combate ao tráfico de pessoas e ao narcotráfico – com foco na segurança na área de fronteira; o acesso de brasileiros que vivem no país vizinho aos serviços de saúde pública; uma possível mudança de cota na usina hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira; e a construção de uma ponte binacional em Guajará-Mirim (RO).

Continua após a publicidade

Lula também viajou à Bolívia pronto para discutir investimentos da Petrobras no país e formas de baratear a importação de gás natural para empresas brasileiras.

Na parte da tarde, o presidente brasileiro participará de encontro com empresários. “A visita reforça a proximidade de laços entre os dois países e faz parte do esforço brasileiro na reconstrução das relações bilaterais”, destacou a Secom.

“Depois de participar da Cúpula do Mercosul, no Paraguai, cheguei a Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, onde fui recebido por lideranças de movimentos sociais. Queremos fortalecer as relações entre nossos países e também a integração regional”, escreveu Lula em seu perfil na rede social X.

Continua após a publicidade

Tentativa de golpe

A viagem de Lula estava prevista antes de militares tentarem derrubar o governo de Luis Arce, no dia 26 de junho.

Após o ocorrido, Lula decidiu manter a visita com objetivo de demonstrar apoio ao boliviano, um dos presidentes de esquerda na América do Sul.

O golpe fracassado foi liderado pelo ex-comandante do exército boliviano, o general Juan José Zúñiga, que mobilizou soldados e tanques na capital, La Paz, e chegou a invadir o palácio presidencial.

Continua após a publicidade

Depois do episódio, o ex-presidente boliviano Evo Morales acusou Arce de ter orquestrado tudo para ganhar popularidade em meio a uma crise econômica, narrativa que foi reproduzida também pelo presidente da Argentina, Javier Milei, que faltou à cúpula do Mercosul para comparecer a um fórum da extrema direita no Brasil – onde também se reuniu com o ex-presidente Jair Bolsonaro e não marcou compromissos oficiais com Lula.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.