Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lugo volta a desmentir vínculos com grupo armado de esquerda

Assunção, 24 nov (EFE).- O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, voltou a afirmar nesta quinta-feira que não tem nenhum tipo de vínculo com um grupo armado de esquerda que opera no nordeste do país e que teria sido treinado pela guerrilha colombiana.

‘Não tenho nenhum vínculo com o EPP’, disse Lugo a jornalistas em referência ao Exército do Povo Paraguaio (EPP).

O chefe de Estado reagiu ao surgimento de novos rumores na imprensa de que o EPP teria fornecido US$ 100 mil para sua campanha nas eleições de abril de 2008, quando foi vencedor.

‘As mentiras não me afetam, não tenho nenhum vínculo com o EPP’, insistiu o governante, que classificou o grupo como ‘criminoso com formação política inicial’.

Lugo e alguns de seus colaboradores já haviam respondido anteriormente a estas acusações. O presidente foi bispo católico em San Pedro, uma das áreas onde o EPP atua.

Em outubro, o Governo foi obrigado a decretar estado de exceção por 60 dias nos departamentos de Concepción e San Pedro, para capturar os integrantes do EPP.

O presidente afirmou que policiais e militares estão usando todos os seus esforços para encontrar os possíveis membros do grupo armado.

‘Se não conseguirmos nossos objetivos, vamos dispor de todas as forças institucionais para derrubar definitivamente estes delinquentes e outros’, afirmou.

O EPP possui pelo menos dez integrantes que seriam responsáveis por sequestros, assassinatos de policiais, ataques a granjas agrícolas e instalação de explosivos em sedes estatais, segundo as autoridades. EFE