Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lugo confirma presença na cúpula do Mercosul depois de suspensão do Paraguai

O destituído presidente do Paraguai, Fernando Lugo, anunciou nesta segunda-feira à imprensa que vai comparecer à próxima cúpula do Mercosul na Argentina para explicar sua posição, depois que o bloco suspendeu o Paraguai no domingo por negar-se a reconhecer seu novo governo.

“Solicitamos à presidente Argentina Cristina Kirchner (anfitriã da cúpula) ter uma presença nessa reunião para poder explicar pormenorizadamente o que aconteceu aqui na semana passada”, afirmou na coletiva depois de reunir-se com seu ex-gabinete no centro de Assunção.

O bloco sul-americano decidiu no domingo suspender “de forma imediata” o Paraguai do direito a participar da cúpula que será realizada em Mendoza nesta quinta e sexta-feira, após “a ruptura da ordem democrática”.

No fim da coletiva de imprensa, Lugo reiterou à AFP que não irá à reunião da Unasul, prevista para ser realizada em Lima, onde planeja entregar a presidência rotativa do bloco ao presidente peruano Ollanta Humala.

Lugo foi destituído na sexta-feira pelo Congresso paraguaio em um julgamento político sumário iniciado 24 horas antes, sendo substituído por seu vice-presidente Federico Franco, que até o momento não conquistou o apoio dos países vizinhos e da região.

Na noite de domingo, o Equador se somou à lista de países que retiraram seu embaixador de Assunção, que inclui Argentina e Venezuela, enquanto o México chamou seu representante para consultas.

Lugo se reuniu ao amanhecer com boa parte do que era seu gabinete na sede do Partido País Solidário, integrante da coalizão que o apoiava no poder, no centro de Assunção.

Também nesta segunda-feira, os novos ministros do novo governo prestaram juramento perante o novo presidente na sede do governo.