Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Londres: Saif al Islam será julgado pela corte internacional

Ministro líbio da Informação insiste para que o processo não ocorra em Haia

O ministro das Relações Exteriores da Grã-Bretanha, William Hague, disse nesta segunda-feira que o filho do ditador líbio Muamar Kadafi, Saif al Islam, capturado neste final de semana, deve ser julgado de acordo com as leis da corte internacional. Em entrevista ao programa Today, da Rádio 4 da BBC, Hague disse que isso deve ocorrer mesmo se o julgamento não for realizado na sede do Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia.

Entenda o caso

  1. • A revolta teve início no dia 15 de fevereiro, quando 2.000 pessoas organizaram um protesto em Bengasi, cidade que viria a se tornar reduto da oposição.
  2. • No dia 27 de março, a Otan passa a controlar as operações no país, servindo de apoio às tropas insurgentes no confronto com as forças de segurança do ditador, que está no poder há 42 anos.
  3. • Após conquistar outras cidades estratégicas, de leste a oeste do país, os rebeldes conseguem tomar Trípoli, em 21 de agosto, e, dois dias depois, festejam a invasão ao quartel-general de Kadafi.
  4. • A caçada pelo coronel terminou em 20 de outubro, quando ele foi morto pelos rebeldes em sua cidade-natal, Sirte.

Leia mais no Tema ‘Confrontos na Líbia’

“Os detalhes do processo devem ser resolvidos entre o governo de transição líbio e o TPI, mas é importante que Saif seja julgado por um tribunal internacional”, explicou.

O ministro líbio de Informação, Mahmoud Shammam, insistiu para que o processo judicial ocorra na Líbia e não em Haia.

TPI – Luis Carlos Ocampo, promotor do Tribunal Penal Internacional, manifestou sua intenção de viajar para Trípoli para acompanhar o caso.

Ele irá para o país árabe na semana que vem. Saif al Islam será julgado por crimes cometidos durante os conflitos na Líbia, que culminaram na morte de seu pai e a deposição do regime.

Considerado o herdeiro político do pai, Saif al Islam foi detido no sábado próximo da cidade de Obari, localizada a 800 quilômetros ao sul de Trípoli.

(Com agência EFE)