Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Londres desocupa 800 apartamentos para reforma contra incêndio

Cinco prédios serão desocupados "imediatamente" para retirada do revestimento inflamável, semelhante ao da Torre Grenfell

Por Da redação - 23 jun 2017, 18h38

Cinco torres de apartamentos no norte de Londres, com um total de 800 unidades, serão desocupadas imediatamente para a realização de “obras urgentes” contra incêndios, anunciou o município de Camden nesta sexta-feira. A desocupação ocorre após uma inspeção, feita em decorrência do incêndio da Torre Grenfell, que deixou 79 mortos há pouco mais de uma semana, identificou que o revestimento dos blocos, semelhante ao que existia em Grenfell, não é seguro.

O material usado na fachada dos edifícios é inflamável e foi responsável pelo rápido alastramento do fogo. Segundo o governo da primeira-ministra Theresa Maycom base em dados das administrações locais, a Inglaterra tem 600 prédios com o mesmo tipo de revestimento. 

Assim como na Torre Grenfell, os residentes do local já haviam compartilhado preocupações com segurança contra o fogo. Não podemos estar seguros de que as pessoas estejam a salvo”, declarou Georgia Gould, uma alta funcionária do município londrino, ao jornal britânico The Guardian.

A reforma nos prédios deve durar entre três e quatro semanas e as famílias serão alocadas em acomodações temporárias e hotéis. “No momento, tudo o que nos preocupamos é garantir a segurança das pessoas. O custo disso é algo com o que podemos lidar mais tarde”, disse Gold.

Publicidade

(com AFP)

Publicidade