Clique e assine a partir de 9,90/mês

Liga Árabe pretende manter esforços contra violência na Síria

Por Da Redação - 5 fev 2012, 12h04

Cairo, 5 fev (EFE).- O secretário-geral da Liga Árabe, Nabil el-Araby, afirmou neste domingo que a organização manterá seus esforços para conseguir o fim da violência na Síria, apesar do bloqueio feito no sábado a um projeto de resolução do Conselho de Segurança da ONU contra Damasco.

Araby disse em comunicado que o organismo sediado no Cairo seguirá em coordenação com o governo e a oposição síria para obter o fim dos assassinatos e a proteção dos cidadãos.

O dirigente da Liga enfatizou a importância de que a solução política à crise na Síria seja alcançada por meio do plano árabe, sem que o país perca sua soberania.

O plano da Liga Árabe estipula que o presidente sírio, Bashar al-Assad, transfira seus poderes ao vice-presidente e determina a formação de um governo de união nacional.

Araby expressou, além disso, sua esperança de que o Executivo sírio responda aos pedidos de seu povo e ‘detenha o derramamento de sangue’.

O plano árabe foi apresentado ao Conselho de Segurança da ONU. Os 15 países-membros do órgão discutiram um projeto de resolução que buscava uma solução à crise síria.

Tradicionais aliadas de Damasco, Rússia e China usaram seu poder de veto no Conselho para barrar o projeto que condenaria o regime de Assad e exigia o fim da violência na Síria. O projeto foi aprovado por todos os outros 13 países-membros do órgão, enquanto Moscou e Pequim foram criticados pelas nações árabes. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade