Liga Árabe deve apoiar EUA contra Estado Islâmico

Ministros das Relações Exteriores árabes devem emitir uma resolução favorável aos esforços do Iraque e dos EUA para conter jihadistas islâmicos

Por Da Redação - 7 set 2014, 16h00

Os ministros das Relações Exteriores árabes, reunidos no Cairo, devem emitir uma resolução neste domingo em apoio aos esforços iraquianos e americanos para enfrentar os militantes do Estado Islâmico (EI), afirmaram diplomatas. O chefe da Liga Árabe, Nabil al-Arabi, disse na abertura de uma sessão do grupo, que o avanço dos insurgentes no Iraque desafia não apenas a autoridade do país, mas “sua própria existência e também a de outros países”. Ele apelou para que haja uma declaração clara e decisiva para enfrentar o terrorismo.

Diversos ministros das Relações Exteriores falaram sobre a gravidade do desafio imposto pelo EI ao Iraque, assim como sobre a violência que tomou conta da Líbia, Síria, Iraque e de outras regiões do Oriente Médio.

Leia mais:

‘EUA não irão se intimidar pelo Estado Islâmico’, diz Obama

Publicidade

Vídeo da decapitação de jornalista americano é autêntico

EUA enviam militares para proteger americanos no Iraque

EI divulga vídeo da decapitação de outro americano no Iraque

Uma fonte da diplomacia iraquiana disse que Bagdá tinha elaborado uma resolução, que endossa seus esforços para enfrentar os militantes, e condena as ações do EI como crimes de guerra e crimes contra a humanidade. Outras fontes diplomáticas disseram que a Liga Árabe concordaria com uma resolução de apoio à campanha aérea dos EUA contra o grupo. A agência de notícias oficial do Egito, Mena, citou uma fonte dizendo que os ministros concordariam em trabalhar com os Estados Unidos. Na próxima quarta-feira, o presidente americano, Barack Obama, apresentará um plano que pretende deter os jihadistas islâmicos que controlam parte da Síria e do Iraque.

Publicidade

(Com agência Reuters)

Publicidade