Kuwait executa membro da família real na forca

O príncipe matou seu sobrinho e também membro da realeza em 2010, por causa de disputas de negócios

Por Da redação - Atualizado em 25 jan 2017, 16h26 - Publicado em 25 jan 2017, 16h05

As autoridades do Kuwait executaram na forca nesta quarta-feira sete réus condenados à morte, incluindo um príncipe da família real, informou a agência estatal Kuna. O príncipe Faisal al Abdullah al Sabah era culpado de homicídio premeditado e posse de arma de fogo por ter assassinado outro membro da realeza, em 2010.

O caso perturbou a família real do Kuwait há sete anos, quando o príncipe Faisal disparou contra seu sobrinho, o príncipe Basil Salem Sabah al Salem al Sabah, por causa de uma disputa de negócios. Faisal tinha um alto cargo no serviço secreto militar e era vice-presidente da associação kuwaitiana de automobilismo.

A vítima, neto do antigo emir do Kuwait, o xeique Sabah III al Salem al Sabah, introduziu as competições de veículos Dragster no país e queria construir uma pista de corrida. Faisal e Basil também lidavam com negociações de carros de luxo.

Os outros executados na forca eram uma kuwatiana, uma filipina, uma etíope, dois egípcios e um bengalês. Todos foram condenados por crimes de assassinato, e o cidadão de Bangladesh respondia também por sequestro, estupro e roubo. O emir do Kuwait, o xeique Sabah Ahmed al Sabah, autorizou as sentenças depois que o tribunal rejeitou apelações.

Publicidade

Desde 1960, o Kuwait executou cinquenta réus, incluídos os sete de hoje. De acordo com um porta-voz Procuradoria Geral, essas foram as primeiras execuções desde junho de 2013.

(Com EFE e AFP)

Publicidade