Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Kim Jong-un se dispõe a terceiro encontro com Donald Trump

Líder norte-coreano adverte que sua boa vontade durará até o final do ano e que a tensão voltou com o colapso da reunião de fevereiro

Por Da Redação - Atualizado em 12 abr 2019, 21h46 - Publicado em 12 abr 2019, 21h39

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, declarou nesta sexta-feira, 12, estar interessado em se reencontrar o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, uma terceira vez se o americano adotar a atitude certa, informou a mídia estatal norte-coreana KCNA. Mas deixou claro que seu prazo se esgotará no final deste ano.

Em discurso no Parlamento norte-coreano, Kim advertiu que o colapso das negociações com os Estados Unidos elevou os riscos de um retorno às tensões passadas. Ele se encontrou com Trump no Vietnã, no último dia 2 de fevereiro, mas o americano antecipou seu retorno a Washington diante da falta de consenso.

“O que é preciso é que os Estados Unidos parem seu atual método de cálculo e nos abordem com um novo cálculo”, disse Kim, que exige de Washington a flexibilização de suas sanções econômicas para prosseguir com o desmonte de seu aparato nuclear e de mísseis balísticos.

Para Kim, os Estados Unidos se concentraram em suas demandas unilaterais dos Estados Unidos. Mas acrescentou que sua relação pessoal com o presidente americano continua  boa.

Publicidade

(Com Reuters)

Publicidade