Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Kabila admite erros que não afetam credibilidade das eleições

O presidente da República Democrática do Congo (RDC), Joseph Kabila, admitiu que aconteceram erros nas recentes eleições presidenciais, mas descartou que estes possam colocar em dúvida a credibilidade do processo do qual foi declarado oficialmente vencedor.

“Aconteceram erros? Certamente, como em qualquer outra eleição no continente ou fora deles. Mas isto coloca em dúvida a credibilidade das eleições? Não acredito”, declarou Kabila em uma entrevista coletiva em Kinshasa, segundo a BBC britânica.

“Comparado com as eleições de 2006, estas foram melhores”, acrescentou Kabila, que está no poder desde 2001.

Os observadores do Centro Carter, a ONG criada pelo ex-presidente americano Jimmy Carter, afirmaram no fim de semana que foram registradas “irregularidades graves” no processo eleitoral celebrado em 28 de novembro e na apuração, mas destacaram que estas não “questionam a ordem do resultado”.

A comissão eleitoral anunciou na semana passada a reeleição de Kabila, que derrotou o opositor Etienne Tshisekedi, que não aceitou o resultado e se autoproclamó “presidente eleito”.