Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça pede fim de imunidade parlamentar de Marine Le Pen

Deputada francesa é alvo de investigação sobre os supostos empregos fictícios da Frente Nacional (FN)

Os juízes franceses que instruem a investigação sobre os supostos empregos fictícios da Frente Nacional (FN) pediram ao Parlamento Europeu que retire a imunidade parlamentar da líder deste partido, a deputada Marine Le Pen. A imunidade permitiu à ultradireitista Le Pen se negar a comparecer às convocações dos juízes durante a campanha para as eleições presidenciais francesas.

Os magistrados investigam se Le Pen e outros deputados europeus de seu partido pagaram com dinheiro do Parlamento Europeu assistentes parlamentares que, na realidade, trabalhavam para o FN. Os juízes pediram também a retirada da imunidade da parlamentar do FN Marie-Christine Boutonnet pelo mesmo motivo.

Le Pen se negou a comparecer às convocações policiais e judiciais nesta investigação e assegurou que o faria após as eleições presidenciais, que terminam em 7 de maio próximo, e as legislativas, que acontecerão entre 11 e 18 de junho seguintes.

O clima político na França é tenso e a disputa entre partidos e eleitores conservadores e de esquerda está cada vez mais acirrada. Marine Le Pen lidera as pesquisas para o primeiro turno das eleições com cerca de 24% dos votos, lado a lado com o candidato independente liberal Emmanuel Macron. A França realiza eleições presidenciais em dois turnos, em 23 de abril e 7 de maio.

Nesta quinta, A sede da campanha da candidata de extrema direita foi alvo de uma tentativa de incêndio na madrugada desta quinta-feira. Le Pen acusou grupos de esquerda pelo ataque que, segundo a polícia, provocou pequenos danos.

(com agência EFE)