Clique e assine a partir de 9,90/mês

Jovem americano é preso por tentar fornecer material para o EI

Robert Lorenzo Hester tem 25 anos, é um cidadão americano nascido no Missouri e esteve no Exército do país por menos de um ano, em 2013

Por Da redação - 22 fev 2017, 07h31

O jovem americano Robert Lorenzo Hester, de 25 anos, foi acusado de tentar fornecer apoio material ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI) para realizar um ataque nos Estados Unidos, informou nesta terça-feira a Justiça do país. Hester, de Columbia (Missouri), apareceu pela primeira vez no tribunal após ser detido na última sexta-feira, quando chegou a um encontro com um agente disfarçado do FBI, que o fez acreditar que trabalhava para o EI.

“Primeiro nas redes sociais e, em seguida, durante encontros com um agente disfarçado do FBI, o acusado expressou repetidamente sua intenção de participar de atos de violência jihadista contra os Estados Unidos”, explicou hoje, em comunicado o procuradora federal do distrito oeste do Missouri, Tammy Dickinson. O jovem, que pode pegar até 20 anos de prisão se for declarado culpado, acreditava durante todo o tempo da investigação que estava envolvido na preparação de um ataque terrorista do EI que “deixaria muitas vítimas inocentes mortas e feridas”.

Hester, que era o único alvo desta investigação, é um cidadão americano nascido no Missouri e que esteve no Exército do país por menos de um ano, em 2013. O FBI começou investigar o jovem em setembro do ano passado, por causa publicações jihadistas em “diversas contas de redes sociais”.

Enquanto era vigiado, agentes disfarçados do FBI mantiveram contato regular com ele através de um aplicativo criptografado de mensagem, mensagens de texto, além de encontrar com ele em várias ocasiões. O jovem foi preso durante um desses encontros com os agentes do FBI.

Continua após a publicidade

(Com agência EFE)

Publicidade