Clique e assine com até 92% de desconto

Jornalistas soltas após viagem de Clinton retornam aos EUA

Por Da Redação 5 ago 2009, 11h24

Acompanhadas pelo ex-presidente americano Bill Clinton, as jornalistas Euna Lee e Laura Ling, indultadas na terça-feira pela Coreia do Norte, chegaram nesta quarta aos Estados Unidos, onde se reencontraram com suas famílias. O avião que levou Clinton e as jornalistas pousou no aeroporto de Burbank, na Califórnia, onde era esperado por cerca de 200 jornalistas. Em suas primeiras declarações, as jornalistas expressaram sua profunda gratidão a Clinton.

Chorando, a americana-coreana Euna Lee, 36 anos, abraçou a filha de 4 anos ao pé da escada do avião. Da mesma forma, a sino-americana Laura Ling, 32, teve um encontro emocionado com membros de sua família. Presente na chegada estava o ex-vice-presidente Al Gore, um dos fundadores do canal Current TV, para o qual as duas jornalistas trabalhavam quando foram presas em 17 março, depois que atravessaram ilegalmente a fronteira entre a Coreia do Norte e a China.

Elogios – Também nesta quarta, o presidente Barack Obama saudou o resultado da ida de Bill Clinton à Coreia do Norte. “É claro que estamos aliviados”, afirmou Obama aos repórteres na Casa Branca, de onde acompanhou a chegada das jornalistas à Califórnia. “A reunião que todos nós vimos na televisão é uma fonte de felicidade, não apenas para as famílias, como também para todo o país.” Depois, o presidente fez questão de elogiar Clinton e o ex-vice Gore.

“Quero agradecer ao presidente Bill Clinton – e tive uma chance de falar isso com ele – pela extraordinário esforço humanitário que resultou na libertação das duas jornalistas”, afirmou. Sobre Gore, Obama disse que ele “trabalhou de maneira incansável a fim de alcançar um resultado positivo”. “Todos os americanos devem ser gratos aos ex-presidente Clinton e seu vice Gore por seu trabalho extraordinário”, concluiu o presidente, que negou ter influenciado a missão.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade