Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jornalista brasileiro é assassinado a tiros no Mato Grosso do Sul

São Paulo, 13 fev (EFE).- O jornalista brasileiro Paulo Roberto Cardoso Rodrigues, de 51 anos, foi morto na madrugada desta segunda-feira por desconhecidos que dispararam 12 tiros contra ele na cidade de Ponta Porã, fronteiriça com o Paraguai, informou a Polícia Civil do Mato Grosso do Sul.

Paulo Rocaro, como o jornalista era conhecido, foi baleado dentro de seu automóvel por dois motociclistas e depois socorrido por uma patrulha de bombeiros que o levou até um hospital, onde acabou falecendo, segundo o boletim da Polícia Civil.

O município de Ponta Porã, com 61 mil habitantes, fica a 360 quilômetros de Campo Grande e é separado por apenas uma rua da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero.

O comissário Clemir Vieira Júnior, responsável pela investigação, manifestou à ‘Agência Brasil’ que a Polícia analisa ‘todas as hipóteses’, mas que tudo aponta a ‘uma execução encomendada’.

Paulo Roberto foi fundador do site de notícias ‘Mercosulnews’ e editor-chefe do diário ‘Jornal da Praça’, no qual trabalhou nos últimos 30 anos e que até há pouco tempo tinha como um de seus donos o empresário Fahd Jamil, foragido da Justiça após ser condenado em 2005 a 20 anos de prisão por narcotráfico.

Além disso, as autoridades averiguam se a morte de Paulo Roberto está vinculada ao caso do jornalista paraguaio Cándido Figueredo, correspondente do periódico ‘ABC Color’ em Pedro Juan Caballero, que foi ameaçado de morte por grupos de narcotraficantes que agem na região.

Paulo Roberto foi o segundo jornalista morto em uma semana, já que na última quinta-feira o brasileiro Mario Randolfo Marques Lopes e sua namorada, Maria Aparecida Guimarães, foram assassinados a tiros em uma rua de Barra do Piraí, município do Rio de Janeiro.

Lopes era editor do site ‘Vassouras na Net’, na qual denunciou juízes, policiais e políticos. EFE