Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Johnson será investigado por irregularidades em obra no seu apartamento

Primeiro-ministro britânico é acusado de ter aceitado dinheiro de doadores do Partido Conservador para pagar renovação de 1,5 milhão de reais

Por Julia Braun Atualizado em 28 abr 2021, 09h18 - Publicado em 28 abr 2021, 08h58

Após semanas de pressão da oposição, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, vai ser formalmente investigado por suspeita de irregularidades no pagamento das obras de remodelação ao seu apartamento em Downing Street. A informação foi divulgada oficialmente nesta quarta-feira, 28, pela Comissão Eleitoral britânica.

“Temos agora a certeza de que há motivos razoáveis para suspeitar que uma infração ou infrações podem ter ocorrido. Vamos, por isso, continuar este trabalho como uma investigação formal para determinar se é este o caso”, indicou o órgão.

O apartamento de Johnson em Downing Street, onde vive com sua noiva, Carrie Symonds, foi remodelado em uma obra que custou 200.0000 libras (cerca de 1,5 milhão de reais), segundo a imprensa britânica. O premiê está sob pressão para explicar como pagou pela reforma.

A obra foi supostamente supervisionada por Symonds. Mas seu ex-conselheiro, Dominic Cummings, que deixou o cargo em novembro passado, alegou em um post de blog que Johnson planejava fazer com que os doadores do Partido Conservador pagassem a renovação.

Na postagem, Cummings disse que alertou o primeiro-ministro de “que seus planos de fazer com que os doadores pagassem secretamente pela reforma eram antiéticos, tolos, possivelmente ilegais e quase certamente quebraram as regras sobre a divulgação adequada de doações políticas”.

Continua após a publicidade

“Recusei-me a ajudá-lo a organizar esses pagamentos. Meu conhecimento sobre eles é, portanto, limitado”, escreveu no post na última sexta-feira 23.

Doações e empréstimos políticos no Reino Unido devem ser declarados à Comissão Eleitoral. Neste caso, porém, nenhuma transferência foi comunicada ao órgão.

O gabinete do primeiro-ministro já veio a público anunciar que “qualquer custo de remodelação foi assumido pessoalmente por Boris Johnson”. A imprensa britânica, entretanto, noticiou que o Partido Conservador recebeu o valor pago na reforma de um militante da legenda, o milionário David Brownlow.

A residência oficial dos premiê do Reino Unido está localizada no número 10 da Downing Street, Os mais recentes chefes de Governo, porém, mudaram-se para o apartamento maior ao lado, no Número 11.

Mesmo assim, o local é bastante pequeno e não tem muitos luxos. Para dar um toque pessoal, todo premiê recebe 30.000 libras (226.000 reais) de dinheiro público por ano para renovar o apartamento durante seu mandato.

Continua após a publicidade
Publicidade