Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

John Kasich, último concorrente republicano de Trump, deve desistir da corrida presidencial

Segundo a imprensa americana, anúncio oficial deve ser feito ainda nesta quarta-feira

Pré-candidato republicano à Presidência americana e governador de Ohio, John Kasich deve anunciar sua desistência da corrida eleitoral, informou a imprensa americana nesta quarta-feira. Com a renúncia de Kasich, Donald Trump será o único candidato do partido nas eleições de novembro, já que Ted Cruz deixou a disputa nesta terça, depois de perder as primárias no Estado de Indiana.

Segundo a emissora ABC News, que cita fontes da campanha do governador, a saída de Kasich será anunciada ainda nesta quarta-feira. O candidato cancelou um ato de campanha marcado para acontecer em Washington e anunciou que participará de uma coletiva de imprensa em Ohio. Segundo informações do jornal The New York Times, Kasich deve deixar a disputa tendo conquistado apenas 153 delegados nas prévias – estima-se que Trump já some 1.001 vitórias.

Leia mais:

Sem Cruz na corrida, Trump confirma outra vitória; Sanders supera Hillary

Trump vence prévia em Indiana, indica imprensa americana

Trump acusa China de comércio desleal contra os EUA

Após o anúncio de que Cruz deixaria a corrida eleitoral, Kasich garantiu que seguiria na disputa sem se importar com os resultados obtidos nas primárias de Indiana. “Nossa estratégia foi e continua sendo uma, que consiste em ganhar a indicação em uma convenção aberta”, garantiu o governador em uma postagem em sua página do Facebook. No entanto, as fontes da equipe do governador indicaram à emissora CNN que ele mudou de ideia depois da declaração.

Kasich sofria uma forte pressão para deixar a corrida, já que sua candidatura sempre foi considerada fraca. Especuladores afirmam, inclusive, que sua campanha estava sendo mantida apenas como uma forma de impedir que Trump obtivesse os 1.237 delegados necessários para a indicação.

‘Provável candidato’ – No Twitter, o presidente do Comitê Nacional Republicano, Reince Priebus, reconheceu que Trump é o ‘provável indicado’ do partido para disputar a Casa Branca. “Donald Trump será o provável indicado do Partido Republicano, devemos nos unir e nos focar em derrotar Hillary Clinton”, escreveu ele na noite de terça. A indicação de Trump só será confirmada quando o candidato conquistar maioria absoluta dos delegados republicanos – 1.237 de 2.472.

Ainda assim, mesmo que Trump vença a maioria absoluta dos delegados nas primárias, há uma segunda opção que poderia impedi-lo de conseguir a nomeação. Para isso, a maior parte dos delegados teria de votar para mudar as regras da Convenção. A mudança permitiria que os delegados escolhessem o candidato de sua preferência. Nesse caso, poderiam nomear outro concorrente, e não Donald Trump. Contudo, muitos acreditam que não existirão delegados suficientes dispostos a tomar uma medida tão extrema contra o milionário.

(Da redação)