Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Japão recusa convite para assistir ao lançamento de míssil norte-coreano

Tóquio, 5 abr (EFE).- O Japão recusou o convite para que representantes de sua agência espacial assistam ao lançamento de um satélite por meio de um míssil de longo alcance anunciado pela Coreia do Norte para meados de abril, informou nesta quarta-feira a agência de notícias ‘Kyodo’.

Representantes da Agência Japonesa de Prospecção Aeroespacial comunicaram as autoridades norte-coreanas que seus técnicos recusaram o convite, da mesma forma que os analistas da agência aeroespacial americano (Nasa), explicaram fontes do Governo japonês a ‘Kyodo’.

O regime comunista convidou às agências de outros seis países, entre eles, China, Rússia, Irã e Índia, além da Agência Europeia do Espaço (ESA).

Japão e outros países como os Estados Unidos e a Coreia do Sul condenaram os planos de Pyongyang por considerar que na realidade encobrem o teste de um míssil balístico, o que representa uma violação de uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

A Coreia do Norte defende a natureza pacífica do lançamento que planeja realizar entre os dias 12 e 16 de abril por causa do centenário do fundador do país, Kim Il-sung, e por isso, convida especialistas e jornalistas estrangeiros para que se certifiquem.

Pyongyang anunciou que os representantes das agências que aceitarem o convite poderão presenciar os preparativos e as instalações de controle da missão antes de assistir ao lançamento.

Tóquio pediu a Moscou e Pequim que rejeitem o convite norte-coreano, embora, segundo ‘Kyodo’, algumas pessoas dentro do Executivo japonês consideram que, ao não assistir, o Japão perdeu uma excelente oportunidade de buscar informação sobre o desenvolvimento de mísseis no isolado país comunista. EFE