Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Japão prolonga férias escolares por conta da onda de calor

Segundo a Agência Meteorológica do Japão, o calor extremo vai se prolongar nos próximos dias, sobretudo no sul do país

Por EFE Atualizado em 30 jul 2020, 20h11 - Publicado em 28 ago 2018, 05h15

O Ministério da Educação do Japão solicitou para suas escolas do ensino fundamental e médio do sul do país que adiem por uma semana o início das aulas para proteger os alunos das altas temperaturas, que ultrapassam os 35 graus.

As escolas estavam programadas para retomar suas aulas após as férias de verão nesta segunda-feira, 27, mas por conta da nova onda de calor que castiga o Japão atualmente, 90 escolas em seis cidades do sul adiaram esta data para o dia 3 de setembro, além de adotar medidas como encurtar o horário.

  • Esta medida se deve ao fato que mais da metade – 50,4% – dos colégios públicos do ensino fundamental e médio primária no Japão não possuem ar-condicionado, segundo o último relatório do Ministério da Educação, por isso, há mais risco que as crianças sofram golpes de calor.

    Só na cidade de Nakama (província de Fukuoka), dez escolas adiaram sua cerimônia de abertura, mesmo a câmara municipal instalando ares-condicionados há vários anos. Mas como as instalações foram feitas em algumas áreas já que só fez-o em algumas zonas e várias salas de aula que não contam com estes aparelhos, diz nesta terça-feira o jornal ‘Mainichi’.

    Já no caso da cidade de Kitakyushu, na mesma província, 90% das salas de aula em geral possuem ar-condicionado, por isso o calendário escolar foi mantido, evitando assim problemas nos lares das famílias que trabalham e não tem onde deixar seus filhos.

    A última onda de calor no Japão, deixando temperaturas recorde superiores aos 40 graus em julho, culminou com a morte de 65 pessoas, entre elas uma criança de 6 anos que morreu por insolação após participar de uma excursão ao ar livre.

    Segundo a Agência Meteorológica do Japão, o calor extremo vai se prolongar nos próximos dias, sobretudo no sul do país, onde a temperatura chegará perto dos 40 graus.

    Continua após a publicidade
    Publicidade