Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Japão: Ameaça de nova erupção interrompe buscas por desaparecidos

Novas erupções poderiam lançar detritos com força ao ar e fazer novas vítimas, segundo agência japonesa

Os serviços de emergências interromperam temporariamente, nesta quarta-feira, a busca por desaparecidos na estação de esqui do Japão atingida por uma erupção vulcânica e uma avalanche de neve. A interrupção se deu após a detecção de terremotos vulcânicos que poderiam sugerir uma nova erupção.

Bombeiros e policiais continuavam na manhã desta quarta-feira com os trabalhos de resgate de pessoas que podem ter ficado soterradas sob a neve, perto do vulcão Motoshirane, na província de Gunma, norte de Tóquio, onde a erupção ocorreu repentinamente ontem, deixando um morto e cerca de dez feridos.

Os novos tremores detectados poderiam provocar deslizamento de terra e sugerir uma possível nova erupção. As buscas serão retomadas quando a situação geológica da região esteja mais estável.

A Agência Meteorológica do Japão (JMA) insistiu hoje na necessidade de se manter longe do vulcão e manteve o alerta 3, em uma escala que vai até 5 — o receio é que uma nova erupção possa lançar resíduos vulcânicos como os que atingiram a vítima fatal e deixar mais mortos ou feridos.

A agência detectou mais de 600 terremotos vulcânicos ontem, mas não tinha registrado nenhum desde a meia-noite até às 9h (22h de ontem em Brasília). Desde então sete novos tremores foram registrados.