Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Jantar com estrelas de Hollywood rende US$ 2 mi a Obama

Evento na casa da atriz Sarah Jessica Parker, de 'Sex and the City', teve a participação de Meryl Streep e sa editora-chefe da revista 'Vogue', Anna Wintour

Por Da Redação 15 jun 2012, 00h35

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e sua esposa, Michelle, se reuniram na noite desta quinta-feira com estrelas de Hollywood e da moda em um jantar de arrecadação de fundos de campanha na casa da atriz Sarah Jessica Parker, protagonista da série e dos filmes Sex and the City.

Leia também:

Leia também: Obama tem menor nível de aprovação do ano, diz pesquisa

Para participar do encontro, cada um dos 50 presentes pagou 40.000 dólares, o que rendeu mais 2 milhões para a campanha do democrata, que buscará a reeleição no pleito de 6 de novembro. A atriz Meryl Streep e a editora-chefe da revista Vogue, Anna Wintour – que inspirou o filme O Diabo Veste Prada -, estavam entre eles.

Na reunião, realizada em Nova York, o presidente americano pediu apoio à sua tentativa de emplacar um segundo mandato porque “ainda falta trabalho a fazer”. Obama ainda criticou os republicanos por terem gastado 500 milhões de dólares em anúncios na TV que o culpam por todos os problemas dos EUA.

Primeira-dama – A anfitriã Sarah Jessica Parker deu as boas-vindas ao casal presidencial e louvou a figura de Michelle Obama, a quem qualificou de “nossa radiante e extraordinária primeira-dama”. Obama lembrou que ainda é preciso avançar na recuperação econômica do país, além de investir em saúde, ciência e tecnologia.

Em um momento de seu discurso, o presidente foi interrompido pelos aplausos do filho de Sarah Jessica Parker, a quem agradeceu por “acender os ânimos da multidão”.

Na mesma noite, Obama fez uma última parada para arrecadar fundos e se transferiu com sua numerosa comitiva ao Hotel Plaza, onde 250 pessoas que pagaram 10.000 dólares cada uma participaram de um jantar com o presidente. A cantora Mariah Carey fez uma apresentação no evento, que rendeu mais 2,5 milhões à campanha democrata.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade