Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ivanka Trump oficializa cargo na Casa Branca, sem salário

A filha do presidente assumirá o cargo de assistente informal de Donald Trump e esclareceu que seguirá as regras impostas a todos os funcionários do governo

Por Da redação - Atualizado em 29 mar 2017, 20h05 - Publicado em 29 mar 2017, 20h04

Ivanka Trump, filha do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira que terá cargo não-remunerado na Casa Branca. De acordo com informações do The Wall Street Journal, o anúncio foi alvo de críticas de especialistas em ética e de congressistas da oposição democrata.

Ivanka trabalhará como assistente informal de Trump. A filha do presidente declarou que seguirá as regras impostas a todos os funcionários do governo, embora não seja legalmente obrigada a fazer isso. Para mostrar que levará as funções com seriedade, comprometeu-se a divulgar suas finanças pessoais, tal qual exigido. De acordo com fontes oficias da Casa Branca, Ivanka já possui um escritório na Ala Oeste.

Nesta quarta-feira, os senadores democratas Elizabeth Warren e Tom Carper enviaram uma carta ao Escritório de Ética do Governo para questionar a crescente influência de Ivanka na Casa Branca. O documento pediu que o escritório esclarecesse as regras de ética que Ivanka teria de cumprir em seu papel informal.

A Casa Branca declarou que “o serviço da Ivanka como funcionária não remunerada promove o nosso compromisso com a ética, a transparência e o cumprimento e oferece-lhe maiores oportunidades para liderar iniciativas que geram benefícios políticos reais para o povo americano e que não estariam disponíveis para ela anteriormente.”

Continua após a publicidade

Trump frequentemente convida a filha para reuniões com executivos e líderes estrangeiros. O marido de Ivanka, Jared Kushner, atua como assessor sênior não remunerado do presidente desde o início do governo. 

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade