Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Italiana se suicida após ter vídeos íntimos divulgados na web

A Justiça da Itália abriu uma investigação para descobrir se a ampla divulgação na internet dos vídeos induziu Tiziana Cantone a cometer suicídio

Por Da redação Atualizado em 15 set 2016, 17h44 - Publicado em 15 set 2016, 17h05

O suicídio de uma mulher de 31 anos, protagonista de vídeos pornô caseiros que vazaram e viralizaram no ano passado, chocou a Itália nessa quarta-feira. A Justiça de Nápoles abriu uma investigação para descobrir se a ampla divulgação na internet dos vídeos em que Tiziana Cantone aparece tendo relações sexuais induziu a vítima a cometer suicídio. “Abrimos uma investigação por indução ao suicídio”, disse o promotor-chefe de Nápoles, Francesco Grego, após a morte.

LEIA TAMBÉM:
Bilionário italiano encontra esposa “desaparecida” pelo Instagram
Lei contra desperdício de comida entra em vigor na Itália
Gato é resgatado de escombros 15 dias após terremoto na Itália

Os vídeos foram enviados pelo então namorado de Tiziana no início do ano passado a um pequeno grupo de amigos, com o consentimento dela, mas não demorou para que as imagens acabassem em diversos sites de pornografia e redes sociais. Tiziana se transformou em alvo de brincadeiras e insultos, que, inclusive, fizeram com que ela perdesse o emprego. Segundo parentes, ela ficou deprimida, tentou mudar de identidade e deixar Nápoles.

Na semana passada, a Justiça ordenou a retirada dos vídeos da internet e condenou os sites a pagar uma elevada multa. Entretanto, a decisão judicial também determinava que Tiziana deveria pagar 20.000 euros (74.000 reais) de custos judiciais a cinco sites por considerar que ela consentiu com as gravações.

Tiziana se suicidou no porão de sua casa, segundo a imprensa local. “Minha sobrinha foi assassinada pela web e pela indiferença de muitos”, denunciou uma das tias de Tiziana.

 

Continua após a publicidade
Publicidade