Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Itália encontra mais 32 corpos de vítimas de naufrágio

Acidente com embarcação que vinha da África já matou 143 imigrantes ilegais

Mergulhadores italianos encontraram neste domingo mais 32 corpos de imigrantes ilegais africanos que morreram após o navio em que viajavam naufragar perto da ilha de Lampedusa, na quinta-feira, no sul da Itália. Das cerca de 500 pessoas que estavam na embarcação, 143 já foram declaradas mortas.

Leia também:

Mais de 90 imigrantes ilegais morrem em naufrágio na Itália

Número de mortos em naufrágio na Itália passa de 130

Suspensas por causa do mau tempo, as buscas por mais de 200 pessoas desaparecidas foram retomadas neste domingo. A ministra da Integração da Itália, Cecile Kyenge, nascida no Congo, acompanhou a transferência dos corpos para um necrotério improvisado.

“Não podemos lidar com esta tragédia sozinhos, mas em conjunto com a Europa. Devemos dar respostas para aqueles que fogem, precisam de proteção e chegam aqui para pedir ajuda”, disse Kyenge. A ministra visitou os sobreviventes em um centro de refugiados em Lampedusa. A maioria das 155 pessoas resgatas com vida permanece em um centro na ilha.

Lampedusa, o ponto mais meridional da Itália e a apenas 113 quilômetros da Tunísia, é um destino frequente para os imigrantes que tentam fugir da miséria e dos conflitos na África e no Oriente Médio.

(Com Estadão Conteúdo)