Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Israelenses protestam em Tel Aviv contra ataque ao Irã

Jerusalém, 24 mar (EFE).- Cerca de mil israelenses saíram neste sábado às ruas de Tel Aviv para realizar uma marcha contra um ataque militar do país ao Irã, na primeira manifestação deste tipo registrada no país.

O protesto, iniciado nesta tarde na praça Habima e que terminou no parque Meir, segundo informou o serviço de notícias israelense ‘Ynet’, é o resultado de uma campanha que começou nesta semana nas redes sociais.

Mais de duas mil pessoas tinham confirmado presença na manifestação pelo Facebook, no grupo criada por Roni Edery e Mijal Tamir há uma semana. Com vídeos e fotos, a página tem uma mensagem simples: ‘Iranianos, nós queremos vocês. Nunca bombardearemos seu país’.

Nos últimos dias dezenas de israelenses se somaram à iniciativa e postaram na rede social fotos com mensagens de amor aos habitantes do Irã. Mais de 35 mil pessoas usaram o comando ‘curtir’ na página do projeto no Facebook.

Um internauta iraniano resolveu retribuir a iniciativa e criou um grupo no Facebook com uma mensagem parecida destinada aos israelenses. Mais de oito mil pessoas curtiram a página.

A rede cidadã contra um ataque às instalações nucleares iranianas, algo que parece cada vez mais provável, convocou o protesto de hoje sob o lema: ‘Israelenses contra guerra com o Irã’.

A população do país está dividida sobre um possível ataque ao país árabe. Segundo uma pesquisa publicada em novembro de 2011 pelo jornal ‘Haaretz’, 41% dos entrevistados se mostrou a favor de uma guerra contra o Irã, 39% contra e 20% está indeciso.

Um estudo realizado no início deste mês mostra que 58% da população se opõe a um ataque isolado de Israel (sem o apoio dos Estados Unidos) ao Irã. Apesar disso, mais da metade dos israelenses confiam na decisão que o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o ministro da Defesa, Ehud Barak, tomarem em relação ao assunto. EFE